O QUE SIGNIFICA O DIA 8 DE MARÇO?

Atualmente, o dia 8 de março é comemorado com flores, jantares, bombons, frases, poemas que enaltecem a figura da mulher. Mas, será que sabemos o que significa essa data?

Em 8 de março de 1857, aproximadamente 130 operárias de um fábrica de tecidos reivindicavam melhores condições de trabalho, fazendo uma grande greve. Essa manifestação foi reprimida com violência e essas operárias foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Esta tragédia foi um marco na história e, em 1975, a Organização Mundial das Nações Unidas – ONU – institui a data como o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem e reconhecimento ao movimento de mulheres que morreram lutando por seus direitos.

Desde então muitas batalhas vêm sendo travadas, resultando em algumas conquistas: o direito a participação nos cenários politico; educacional e cultural; liberação sexual com advento da pílula anticoncepcional; algumas conquistas no mercado de trabalho; participação em cargos políticos, a implementação de legislação e politicas públicas, tais como: a Lei Maria da Penha, Lei Joanna Maranhão, entre outras. Tais conquistas devem ser lembradas e comemoradas nesta data e que sirvam de incentivo para que outros movimentos se fortaleçam em busca de outros direitos que ainda se fazem necessários, visando a superação de toda forma de violência e opressão contra as mulheres.

Portanto, vamos distribuir flores e levantar bandeiras neste 8 de março!!!

No dia 29 de março, às 18h, acontecerá a palestra proferida pelas Professoras Dotuoras Ana Colling (UNISINOS) e Cristiane Bereta (UFSC), intitulada "A importância do feminismo na reconfiguração da produção do conhecimento nos séculos XX e XXI".

O Grupo de Pesquisa Sexualidade e escola está promovendo o curso “Sexualidade e Escola: discutindo a diversidade sexual, o enfrentamento ao sexismo e a homofobia”, de caráter presencial. O mesmo tem como objetivo oferecer aos/as profissionais da educação da Rede Pública de Educação Básica e aos/as universitários/as dos cursos de licenciatura da Região Sul do Rio Grande do Sul conhecimentos acerca da promoção, respeito e valorização da diversidade sexual, de orientação sexual e identidade de gênero, colaborando para o enfrentamento da violência sexista e homofóbica no âmbito das escolas.

Em Rio Grande as inscrições irão ocorrer através do e-mail sexulidadeescola@furg.br ou com a Teresa no Ceamecim/FURG Carreiros, no período de 02 a 05 de abril de 2012. Para maiores informações entre em contato com o telefone 32336674.

O curso será de 80 horas de trabalho sendo 60 horas presenciais e 20 horas a distância, e começará no dia 15 de abril.

O curso prevê atividades organizadas da seguinte forma:

Atividades à distância: 20 horas. Serão desenvolvidas em Ambiente Virtual de Aprendizagem na Plataforma Moodle (Sead/FURG).

Elaboração do Projeto de Intervenção: 20 h/a

Encontros presenciais: 40h/a

 

 

 

Aluno de escola estadual em Santo Ângelo diz que pensou em suicídio após sofrer bullying
Lauro Neto
fonte http://oglobo.globo.com/educacao/estudante-de-15-anos-de-colegio-gaucho-agredido-por-ser-gay-4361870


A fachada da escola onde estudam o agressor e o aluno agredido
Reprodução da internet

RIO - Um estudante homossexual de 15 anos do Colégio Estadual Onofre Pires, em Santo Ângelo (RS), está há uma semana sem ir às aulas após ser agredido por um colega de turma. O caso foi registrado como lesão corporal na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) da cidade gaúcha, na última terça-feira (13). De acordo com a Secretaria da Educação do Rio Grande do Sul (SERS), o aluno agressor está suspenso pela direção da escola. O adolescente agredido será transferido para a rede particular de ensino. Ambos são alunos do 1º ano do ensino médio. Na tarde desta terça-feira (20), haverá uma reunião com representantes do colégio, do Ministério Público, da Polícia Civil e do governo estadual

Subcategorias

Select a news topic from the list below, then select a news article to read.